16/05/2013

Serviço do ônibus Acesso atenderá cinco regionais, em Curitiba


As regionais administrativas da Boa Vista, Bairro Novo, Santa Felicidade e Cajuru, em Curitiba (PR), terão, a partir de julho, os serviços do Transporte Especial Acesso, programa da Secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O ônibus Acesso é um serviço de micro-ônibus que leva e traz para casa pessoas com deficiência que possuem um alto grau de comprometimento, sem autonomia ou independência funcional, relacionada às questões motora, intelectual ou emocional e que não conseguem utilizar os demais meios de transporte coletivos existentes.

O programa começou pela regional Pinheirinho, em março deste ano, e em agosto o serviço será ampliado para as regionais do Portão, CIC, Boqueirão e Matriz.

Para o bom funcionamento do programa, a Secretaria está orientando, por meio de cursos, os servidores que irão gerenciar o sistema. Nesta quarta-feira (15), a capacitação foi realizada na Regional Boa Vista, com os servidores da Fundação de Ação Social e da Secretaria de Saúde. “A demanda em toda a cidade é grande e, com a divulgação, muitas famílias estão procurando informações sobre o serviço”, diz o coordenador de Relações com a Comunidade da Secretaria da Pessoa com Deficiência, Manoel José Passos Negraes.

José Ribeiro, administrador regional do Boa Vista, falou sobre a importância do Acesso. “A regional Boa Vista possui 250 mil habitantes, moradores em 13 bairros. Temos a certeza de que a demanda será grande, mas com gerenciamento iremos atender a todos os que precisam do serviço”, disse.

O ônibus Acesso tem elevador, cadeira de rodas, espaço para cão-guia e acessórios necessários para garantir movimento às pessoas com deficiência que possuem um alto grau de comprometimento. “Pegamos a pessoa com deficiência na porta de casa, levamos até a porta do serviço de que ela precisa e a deixamos na porta de casa quando o atendimento tiver terminado”, explica Mirella Prosdocimo, secretária da Pessoa com Deficiência.

Alan Celso Sierakowski, coordenador de assistência do Distrito Sanitário da Boa Vista, afirma que o Acesso será muito bem-vindo. “Há muitas pessoas com dificuldades de locomoção. Com o serviço porta a porta, será mais fácil encaminhar a consultas e exames”, disse. Para a supervisora da Fundação de Ação Social na Regional Boa Vista Joseli Cristina Gonçalves,  muitos esperam ansiosamente para usar o serviço.

Quem pode usar

Podem usar o Transporte Especial Acesso pessoas com deficiência com restrições de movimento, autonomia, e/ou comportamento, com renda familiar, per capita, de até um salário mínimo nacional e residente em Curitiba. O ponto de partida é sempre a moradia da pessoa com deficiência.

O atendimento precisa ser agendado com uma semana de antecedência. O usuário cadastrado, ou seu responsável, liga para a administração regional e informa o nome, número da carteirinha, destino, dia e horário pretendidos.

A pessoa com deficiência ou seu responsável deve entrar em contato com o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua casa, com o documento de identidade em mãos, além do laudo médico de deficiência (emitido até 2 anos antes). Uma assistente social preencherá uma ficha de triagem, seguida de relatório de avaliação. Se o relatório indicar a necessidade de atendimento pelo Acesso, o pedido será enviado para a Secretaria da Pessoa com Deficiência, que fará a carteirinha de usuário, com validade de 2 anos. A pessoa com deficiência ou seu responsável retira a carteirinha de usuário no CRAS. Junto, será entregue o regulamento do serviço.

Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.