23/05/2013

Amazonastur trabalha acessibilidade no turismo



O Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), propôs a criação de uma cooperativa de táxis para atender a demanda das pessoas com deficiência. O assunto foi debatido no auditório da Amazonastur, onde a titular do órgão, Oreni Braga, se reuniu com mais de 30 representantes do setor.

A presidente da Amazonastur disse que a proposta de criação da cooperativa está seguindo a pauta de trabalho do Governo do Amazonas no sentido de preparar melhor o Estado para receber os turistas durante e depois dos jogos da Copa do Mundo FIFA de 2014™.

Oreni Braga informou ainda que, das cidades-sede para a Copa de 2014, apenas São Paulo e Rio de Janeiro já têm cooperativas preparadas para atender as demandas das pessoas com deficiência. “Manaus não pode deixar de implantar um sistema como esse. Por isso, chamamos os representantes do setor para começar um trabalho de extrema importância não só para a atividade turística”.

Qualificação – Oreni Braga ressaltou que, para que seja ofertado esse serviço diferenciado, é necessário que haja capacitação dos motoristas. “Estamos à disposição da classe para que esse projeto seja implantado em nossa cidade. Além disso, a Amazonastur vai qualificar os taxistas para que eles possam atender melhor esse segmento, municiando esses profissionais de informações turísticas e importantes para as pessoas com deficiência”.

Para o taxista Luiz Augusto Lins Aguiar, a proposta é boa e chegou na hora certa. “Todos estão procurando se preparar, afinal vamos receber turistas do mundo todo e alguns deles possui de alguma deficiência e nós, da casa, temos que recebê-los bem”, avaliou.

O professor Renato Marinho, especialista em políticas de acessibilidade, disse que a Amazonastur sai na frente de muitos Estados por se preocupar com as pessoas com deficiência. “Além de implantar esse projeto, os taxistas serão treinados e informados sobre os pontos da cidade que já estão adaptados para a acessibilidade”.

Dados – O Brasil, segundo o censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Só no Amazonas esse número, conforme o instituto, é de 709.647, ou seja, 22,06% da população do Estado, que equivale a pouco mais de 3,4 milhões de habitantes.

Fonte: Roteiro Amazônico e Turismo Adaptado
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.