11/04/2013

Serviços de Reabilitação


   São executados em unidades especializadas de abrangência regional, qualificadas para atender às pessoas com deficiência. As equipes são formadas por profissionais como médicos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacional, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes social e nutricionistas. Estas equipes fazem o trabalho de avaliação de cada caso e também o planejamento do processo de reabilitação.

Confira os contatos dos serviços de saúde por área temática:

- Reabilitação Física 

   

   Serviços existentes no SUS que atuam com equipe multiprofissional, para cuidados de reabilitação, prevenção e orientação familiar e concessão de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção, com três níveis de complexidade. Trabalham com atividades individuais ou em grupo, incluindo avaliação, adequação e acompanhamento, desenvolvendo habilidades para a autonomia, independência e melhoria das condições de vida das pessoas com deficiência.



- Reabilitação Auditiva

   
   Serviços existentes no SUS que realizam triagem, monitoramento e reabilitação da audição em recém-nascidos, pré-escolares e escolares, além do diagnóstico, acompanhamento e terapia fonoaudiológica em neonatos e crianças, jovens e adultos, trabalhadores e idosos, indicando a reabilitação adequada para cada um desses segmentos. Podem ser de média ou alta complexidade, fornecendo o aparelho de amplificação sonora individual - AASI necessário, e têm como objetivo auxiliar a pessoa com deficiência auditiva na aquisição de autonomia, independência e melhoria das condições gerais de vida.



- Reabilitação Visual

   Serviços existentes no Sistema Único de Saúde (SUS), próprios ou conveniados, para diagnóstico, acompanhamento, reabilitação e concessão de recursos ópticos. Tem como objetivo permitir que a pessoa com deficiência visual adquira autonomia, independência e melhoria em sua condição geral de vida.







- Osteogenesis Imperfecta
   Trata do Protocolo de Indicação de Tratamento Clínico da osteogenesis imperfecta com pamidronato disssódico no âmbito do SUS, devendo ser observado na avaliação inicial do paciente, na indicação do procedimento clínico e na descrição da evolução do tratamento, daqueles pacientes a ele submetidos. Além de aprovar a Ficha de Inclusão de pacientes ao tratamento e as Normas de Cadastramento no SUS dos Centros de Referência em Osteogenesis Imperfecta.

Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.