30/03/2013

Encontro marcado com a tecnologia assistiva - A 12ª edição da Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade.

A 12ª edição da Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade, a tradicional Reatech, apresenta inúmeras novidades, sob o tema "Desperte para a inclusão"
Por Lucas Vasques/ Fotos: Divulgação

O tradicional encontro com a tecnologia assistiva e com a acessibilidade das pessoas com deficiência está marcado. A 12ª edição da Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade (Reatech) já está confirmada para acontecer de 18 a 21 de abril deste ano, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. Com o lema “Desperte para a inclusão”, a Reatech 2013 pretende chamar atenção da sociedade que a questão da inclusão não é apenas de direito, mas de exigência da realidade nos seus diversos segmentos.

Nos quatro dias de exposição, a feira, que já é a maior da América Latina no setor, vai reunir várias tecnologias voltadas para as pessoas com deficiência. Os visitantes que já passaram pelo local, em edições anteriores, terão contato com as principais novidades. Será um evento onde se concentrarão, por exemplo, muitos surdos, o que é uma surpresa, pois eles se afastam um pouco dessa questão da deficiência. Nesta feira se reunirão aqueles que têm um objetivo comum, que é a melhora da qualidade de vida.

“A Reatech tem uma ampla tradição no setor, buscando mostrar aos visitantes uma série de aspectos que movimentam o mercado de inclusão, reabilitação e acessibilidade. É neste momento que os fornecedores desses mercados conseguem lançar seus produtos e serviços, além de trocar experiências com os representantes desses segmentos, que estão presentes e disponíveis para essa troca. É importante lembrar, ainda, que o evento funciona como ponto de encontro anual das pessoas com deficiência.Todos estão presentes para um intercâmbio de informações”, explica Maria Luiza Sevieri, a Malu, diretora de Marketing do grupo Cipa Fiera Milano, empresa organizadora da Reatech.

“Estamos esperando um público maior para a edição 2013, com a presença de cerca de 50 mil pessoas. Fazendo uma comparação com a feira de 2012 podemos projetar um aumento significativo, pois no ano passado foram registradas 48 mil visitas. E estamos nos programando para este crescimento, ampliando as estruturas do local, como banheiros e praça de alimentação”, avalia Malu. Outro número que impressiona é o número de empresas expositoras, que chega a 300.

Muitas atividades estão programadas para os visitantes, não só nos stands das empresas expositoras que apresentarão as principais novidades do mercado em termos de equipamentos para pessoas com deficiência. “Além dos debates e mesas-redondas, que reunirão 500 palestrantes distribuídos em nove auditórios, algumas das grandes novidades serão os eventos que acontecerão simultaneamente à feira, como o Congresso Brasileiro de Fisioterapia do Trabalho, com enfoque em lesões por esforços repetitivos até chegar à deficiência e suas origens dentro da atividade profissional. É a primeira vez que o tema será abordado na feira. Haverá, também, o Seminário de Sexualidade na Vida da Pessoa com Deficiência, o Encontro Nacional da Mulher com Deficiência e um curso de Pet Terapia. Outra atração será que o governo federal, por meio de seus representantes no setor, apresentará, durante três dias, um balanço do Programa Viver sem Limites, um conjunto de ações integradas, desenvolvido por 15 ministérios, que conta com contribuições da sociedade civil”, revela Malu Sevieri.

“Estamos esperando um público maior para a edição 2013, com a presença de cerca de 50 mil pessoas. Fazendo uma comparação com a feira de 2012 podemos projetar um aumento significativo”, diz Malu Sevieri, organizadora da Reatech

A Reatech 2013 está repleta de novidades. Outra inovação será a sala de palestras, especialmente programada para o Comitê Paralímpico Brasileiro, que vai manter discussões a respeito da realização da Paralimpíada no Brasil, em 2016, durante os quatro dias de evento, além de contar com a presença de atletas renomados, que vêm conquistando resultados expressivos em competições internacionais.

As empresas expositoras também terão um espaço para o desenvolvimento de palestras, que terão como objetivo mostrar e explicar seus novos produtos e equipamentos direcionados à questão da acessibilidade. Essas salas também funcionarão durante os quatro dias de evento. A empresa Ottobock, destaque no setor de próteses e órteses ortopédicas e com forte atuação no segmento de cadeira de rodas, será responsável por ministrar um curso sobre órteses e próteses.

Também ficarão à disposição uma quadra de esportes adaptados e um palco de atividades, com dança, música, teatro etc., que contarão com a participação de grupos e associações que ali farão suas apresentações. “Sem dúvida, este é um momento muito especial para os participantes e suas famílias”, conta Malu.

A Reatech movimenta um significativo volume de negócios, embora a diretora da Cipa evite fazer projeções. “Não é possível mensurar, ainda, esse montante. Vamos saber depois da feira. O mercado está crescendo, a cada ano que passa, e isso é maravilhoso em termos de retorno para os expositores e, principalmente, à população. Posso adiantar que o setor no país, como um todo, movimenta R$ 1 bilhão, sendo R$ 800 milhões apenas com cadeira de rodas, órteses e próteses. É um excelente nicho de investimentos, pois vem se desenvolvendo muito, devido ao aumento de renda do brasileiro e em função de não se tratar de um bem de consumo. É uma necessidade.”

Malu conta que esses dados apontam para um crescimento ainda maior do setor: “As políticas públicas estão ajudando e incentivando. Percebemos, também, maior conscientização da população, o que contribui bastante. O preço dos equipamentos de acessibilidade continua sendo o maior vilão, apesar de a situação ter melhorado muito nos últimos dez anos, e graças, ainda, justamente à evolução dessas políticas públicas. O carro com tecnologia assistiva com desconto, por exemplo, está mais barato”.

Leia mais sobe a 12ª edição da Feira, acesse:


Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.