08/01/2013

Cuidados com a Bexiga


   A lesão medular provoca alterações no comando voluntário da bexiga, ocasionando perda involuntária de urina e esvaziamento insuficiente da bexiga.
   Isto facilita a infecção de urina, a formação de cálculos (pedras) e alterações dos rins e ureteres.
   O bom funcionamento dos rins é fundamental para a sua saúde, portanto você deve dar grande importância ao treino vesical, realizando as manobras de esvaziamento indicadas pelo médico, nos horários estabelecidos.
   Assim, você evitará complicações físicas e situações sociais desagradáveis. Essas manobras de esvaziamento e o intervalo de tempo em que devem ser realizadas variam para cada pessoa, dependendo do tipo de bexiga urinária.

1- Bexiga Inibida: a pessoa sente desejo de urinar, mas não consegue controlar a saída de urina. Neste caso, a pessoa deve fazer manobra de estimulação supra-púbica (bater sobre a bexiga), assim que começar a sentir o desejo de urinar ou um pouco antes a cada 2 ou 3 horas.

2-Bexiga Reflexa: a pessoa não sente vontade de urinar e a urina é eliminada involuntariamente, em jato. Neste caso, a pessoa deve fazer a manobra de estimulação supra-púbica (bater sobre a barriga) a cada 2 ou 3 horas, até esvaziar totalmente sua bexiga.

3-Bexiga Flácida: a pessoa não sente vontade de urinar e a urina se acumula na bexiga, saindo por gotejamento, quando ela estiver cheia. Neste caso, a pessoa deve fazer a manobra de Valsalva (encher os pulmões de ar e se esforçar para esvaziar o intestino, até sair toda a urina. Deve associar no final uma manobra apertando com as mãos a bexiga, de cima para baixo.

Observações:
-Nunca fique mais de 3 horas sem esvaziar a bexiga.
-Beba líquidos em abundância (2 a 3 litros por dia).
-Controle sempre o aspecto e o cheiro de sua urina.
-Nunca tome antibióticos ou outros medicamentos, sem indicação médica.
-Saiba que a utilização de sonda vesical Não é aconselhável, pois pode provocar sérias complicações: infecção, cálculos e etc.
-Quando o médico indicar cateterismo intermitente (passar a sonda de alívio em horários pré-estabelecidos) tome muito cuidado com a higiene das mãos, genitais e materiais a ser utilizado. Desta forma, evitará infecção urinária.
-Mantenha seu coletor sempre bem limpo e no caso de usar fralda, lembre-se de trocá-la, assim que estiver molhada.


Fonte: Jornal Inclusão Brasil
Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.