10/01/2013

Aplicativo para celulares lê código de barras auxilia cegos nas compras


por: Ricardo Shimosakai 

Celular lendo o código de barras de um shampoo e passando informações.
Independentemente da área de estudo, acessibilidade é um assunto que sempre está em pauta. Na área de ciências da computação também não é diferente. Utilizando novas ferramentas tecnológicas, alunos do Centro de Informática (CIn) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) criaram um aplicativo de celular que tem como objetivo auxiliar os deficientes visuais na hora de fazer compras.

Batizado de Ampli.Vision, o aplicativo foi criado na disciplina projeto de desenvolvimento – projetão, com apoio dos professores Cristiano Coelho e Geber Ramalho. “Ao mesmo tempo em que existe um mercado promissor nessa área, trabalhar com acessibilidade foi a maneira que encontramos de ajudar a sociedade”, explica a gerente de projeto da Ampli.Up, a estudante Luana Martins.

O aplicativo funciona da seguinte maneira: basta posicionar o celular em frente ao código de barra que a aplicação identifica o nome, preço e outras informações sobre o produto e repassa a informação para o usuário por meio de sistema de voz. “O app identifica os códigos de barras com leitura multidirecional. Assim não é necessário que o código de barras esteja alinhado com o aparelho”, diz Luana.

O produto será disponibilizado no Android Market e os supermercados que o adquirirem terão de fazer uma assinatura periódica para manutenção e atualização do sistema. “Ainda não temos nada fechado, mas já conversamos com dois representantes de supermercados para estudar a viabilidade do projeto”, explica.

Desde o momento de idealização do Ampli.Vision até a apresentação final, o grupo passou quatro meses trabalhando. “Esta disciplina nos ajuda a vivenciar, dentro do mundo acadêmico, uma experiência de concepção e desenvolvimento de um produto, nos preparando para o mercado de trabalho”, comenta a aluna do CIn.

Também desenvolveram o Ampli.Vision os estudantes André van Drunen, Arley Rodrigues, Erick Lucena, Gabriela Cunha Sampaio, Leonardo Leandro, Lucas Mendes, Luiz Felipe Maia Bagetti, Roberto Souto Maior Filho e Thiago Miotto Amaral.

Proxima Anterior Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu Comentário é muito importante para nós.